BENDITO O QUE VEM EM NOME DO SENHOR!

por Dom Alberto Taveira Corrêa
Arcebispo Metropolitano de Belém

Ressoa pelos séculos afora o clamor alegre, nascido da boca dos pequeninos, que contagiou a população de Jerusalém, à entrada de Jesus em sua cidade: “Bendito o que vem em nome do Senhor!” De fato, “trouxeram o jumentinho até Jesus, puseram seus mantos em cima, e Jesus montou. Muitos estenderam seus mantos no caminho, enquanto outros espalharam ramos apanhados no campo. Os que iam à frente e os que vinham atrás clamavam: “Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor! Bendito seja o Reino que vem, o Reino de nosso Pai Davi! Hosana no mais alto dos céus!” (Mc 11, 7-10).

A mais de dois mil anos de distância e proximidade, queremos clamar de novo a acolhida de Jesus e à obra infinita e eterna, gestada no seio da Trindade Santíssima. Em Jesus, nele, por ele e nele, em quem todas as coisas existem e ganham consistência, suba aos Céus nosso louvor e ação de graças. Estendamos nossos ramos e mantos para proclamar nosso canto de louvor, por toda a Criação e pela maravilha da Salvação.

Bendita seja a Obra de Deus todo poderoso, Criador do Céu e da Terra. Participamos da alegria do último dia da criação, pois, de fato “Deus viu tudo quanto havia feito, e era muito bom. Houve uma tarde e uma manhã: o sexto dia. Assim foram concluídos o céu e a terra com todos os seus elementos. No sétimo dia, Deus concluiu toda a obra que tinha feito; e no sétimo dia repousou de toda a obra que fizera” (Gn 1,31 – 2,2). Desejamos ver com bondade e alegria toda a beleza do que Deus fez, as plantas, os animais, a riqueza inumerável dos corpos celestes, planetas, estrelas, constelações, tudo feito com o selo de amor da Trindade. Bendita seja a fecundidade da terra, de onde a humanidade pode colher seu sustento e os meios para partilhar com todos os seus bens! E aprendemos com a Sabedoria que “Deus não fez a morte, nem se alegra com a perdição dos vivos. Ele criou todas as coisas para existirem, e as criaturas do orbe terrestre são saudáveis: nelas não há nenhum veneno mortal, e não é o mundo dos mortos que reina sobre a terra, pois a justiça é imortal” (Sb 1,13- 15).

Bendito seja o Senhor Deus que criou o homem e a mulher para serem felizes nesta terra e na eternidade, chamados a fazerem o bem e se multiplicarem! Bendita seja a multiplicação da vida, nos homens e mulheres que assim participam da obra criadora do Senhor Deus. Bendita seja a família, tabernáculo do amor puro, sincero e fecundo onde o afeto se instala e se realiza, para que todos entendam que no amor praticado está o espelho do próprio amor de Deus. Ela é um espaço privilegiado para que o Céu desça à Terra, pois o Senhor proclamou: “Se observardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu observei o que mandou meu Pai e permaneço no seu amor. Eu vos disse isso, para que a minha alegria esteja em vós, e a vossa alegria seja completa. Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos” (Jo 15,10-13).

Bendito seja Deus por todas as vicissitudes da história da humanidade, onde virtude e o pecado tantas vezes se misturam, ainda que saibamos ser Deus e só Deus o Senhor da história. Deus seja louvado pelas contínuas lições que recebemos com as consequências de nossos atos, para aprendermos a caminhar pelas veredas da verdade e da justiça, indicadas pela Palavra de Deus, pela ação do Espírito Santo em nossa consciência e pela voz da Igreja.

Bendito seja o Pai de todos, pela variedade indescritível de todas as pessoas humanas, com sua história, dignidade e mistério pessoal, atraídas, sem exceção, para aquele que é Caminho, Verdade e Vida, Jesus Cristo, através de estradas, atalhos e meandros só conhecidos pela Providência Santíssima. Louvada seja a certeza de tantas e muitas surpresas que teremos, após a nossa Páscoa Pessoal, ao encontrar pessoas e histórias que nos tenham passado despercebidas!

E agora, nesta Semana Maior de 2024, no Domingo de Ramos, sejam convidadas as nossas crianças e começarem os gritos de “Hosana”, para contagiarem a todos! Despojemo-nos de nossas capas e mantos, muitas vezes destinados a esconder o que somos, transformando tudo em tapete estendido pelas vias de nossas cidades, para que não sejam ruas da amargura para Jesus e para nenhum dos filhos e filhas de Deus. Cubramos de amor os espaços até agora manchados com o sangue do pecado, da violência e da corrupção. Para tanto, digamos que Jesus Cristo é bendito porque vem em nome do Pai do Céu, do Espírito Divino e em seu próprio nome, ele que é um com as outras duas pessoas da Trindade Santa.

Em nossas mãos, estejam os ramos elevados. No verde que neles brilha, estabeleçamos laços de comunhão com a natureza que Deus criou. No simbolismo da fé, que eles expressam, eleve-se nosso coração e nossa vida a Deus, para caminharmos para frente e para o alto, como convém ao cristão. Esteja também junto de nós a palma do martírio e de todos os sofrimentos e cruzes oferecidos por tantos irmãos e irmãs, que derramaram sangue, suor e lágrimas pelo crescimento da Igreja e do Reino de Deus!

Desejamos que todas as portas das casas e dos corações proclamem bendito o que vem em nome do Senhor. Caiam os ferrolhos que porventura impeçam a entrada de Jesus, pois sabemos que estas portas só podem se abrir do lado de dentro, sem violência externa! Corra o vento da graça, expulsando toda a ação do maligno que possa estar presente na vida das pessoas. Venha a concórdia, tão desejada em nossas famílias!

O mundo se abra para a presença do Salvador! Onde Jesus é acolhido de verdade, cessam-se os conflitos, a violência e as guerras. Pacifiquem-se os opostos políticos e ideológicos que têm caracterizado nossa sociedade, fragmentando-a e fazendo com que as eventuais diferenças se transformem em inimizades e perseguições!

Percorrendo nossas ruas com a Procissão de Ramos, entraremos em nossas Paróquias, para atualizar o Mistério Pascal de Morte e Ressurreição de Jesus, onde proclamaremos: “Santo, Santo, Santo, Senhor Deus do Universo! O Céu e a Terra proclamam a vossa glória. Hosana nas alturas. Bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas!”

Artigos Anteriores

“SEGUE-ME”

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém A Igreja no Brasil celebra pela terceira vez um Ano Vocacional, com o tema “Vocação, graça e missão” e o lema “Corações ardentes, pés a caminho”. Certamente muitos dos sacerdotes, religiosos e religiosas que...

VIDA TRINITÁRIA

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém Durante cinquenta dias celebramos o Mistério do Cristo Morto e Ressuscitado. Nós o contemplamos elevado ao Céu e jubilantes recebemos o derramamento da força do Espírito Santo, no Pentecostes, para chegar...

SANTA INGENUIDADE

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém Em processos de aquisição de casa própria ou em outras transações comerciais que envolvem famílias, não é raro que as responsabilidades sejam assumidas pelas mulheres, mães que trazem sobre si tarefa de ser...

AS VEREDAS DO BOM PASTOR

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém   O Bom Pastor vai à frente das ovelhas, muitas vezes caminha ao lado delas e entre elas, assim como deve ir atrás das ovelhas para estimulá-las a andar para frente. Desejamos seguir Jesus e descobrir...

VOCAÇÃO, GRAÇA E MISSÃO

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo Metropolitano de Belém “Corações ardentes, pés a caminho” (Cf. Lc 24,32-33). A experiência do encontro com o Senhor Ressuscitado, feita pelos discípulos de Emaús, tem iluminado nossa reflexão e as celebrações litúrgicas na Grande...

RESSUREIÇÃO E VIDA

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo de Belém do Pará (PA) "Dá-me de beber uma água viva!" "Eu sou a luz do mundo!" "Eu sou a ressurreição e a vida!" Todos nós, envolvidos na preparação da Páscoa, somos chamados ao novo encontro com Jesus Cristo, nossa Páscoa, nossa...

ILUMINAÇÃO

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo de Belém do Pará (PA) "Ide, pois, fazei discípulos entre todas as nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-lhes a observar tudo o que vos tenho ordenado. Eis que estou convosco todos os dias, até o...

MISSÃO NA SAMARIA

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo de Belém do Pará (PA) "Ide, pois, fazei discípulos entre todas as nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-lhes a observar tudo o que vos tenho ordenado" (Cf. Mt 28,16-20). Por sua natureza, a...

JUNTO COM JESUS E OS DISCÍPULOS NO TABOR

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo de Belém do Pará (PA) Há poucos dias, acompanhamos Jesus ao Monte da Quarentena. Escolhemos permanecer com ele, fizemos a opção por viver este tempo privilegiado do encontro com Deus, chamado Quaresma. Conduzidos pelo Espírito...

A GRAÇA DO TEMPO QUARESMAL

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo de Belém do Pará (PA) "Eis o tempo de conversão, eis o dia da salvação! Ao Pai voltemos, juntos andemos! Eis o tempo de conversão! Os caminhos do Senhor são verdade, são amor, dirigi os passos meus, em vós espero, ó Senhor! Ele...

OLHAR PARA FRENTE E PARA O ALTO

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo de Belém do Pará (PA) Desde o dia dois de fevereiro do presente ano está em vigor o novo Plano Arquidiocesano de Pastoral. Daqui para frente, chegue a todas as instâncias pastorais de nossa Igreja ao conhecimento e à prática do que...

A GRAÇA DO CHAMADO

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo de Belém do Pará (PA) A Arquidiocese de Belém celebra neste próximo Domingo mais uma Jornada Vocacional, nascida da convicção de que, na palavra de São João Paulo II, não existe cristão sem vocação. De fato, é necessário criar uma...

NOVOS HORIZONTES

Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo de Belém do Pará (PA) Por ocasião da visita do Papa ao Brasil, quando aconteceu a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro, dois gestos do Santo Padre marcaram a história de nossa Arquidiocese de Belém. Quando o saudei pela...

Dom Alberto: ALEGRIAS E ESPERANÇAS, TRISTEZAS E ANGÚSTIAS

Desejamos concluir em reflexão, oração e ação de graças o ano de 2022, com palavras que certamente nos acompanharão no Ano Novo, dedicado, por convocação do Papa Francisco, à redescoberta e valorização do Concílio Vaticano II, como parte da preparação do Grande...

DOM ALBERTO TAVEIRA: ALEGRAI-VOS! O SENHOR ESTÁ PERTO!

O terceiro Domingo do Advento, que celebramos neste final de semana, é chamado de Domingo da Alegria, abrindo-se a Liturgia justamente com estas palavras: "Alegrai-vos sempre no Senhor. De novo eu vos digo: alegrai-vos! O Senhor está perto!" (Fl 4,4-5). Ensina o mesmo...

Dom Alberto: SINAIS DOS TEMPOS MESSIÂNICOS

Muitas pessoas e incontáveis gerações aguardaram a chegada do Messias Salvador. Ele foi preparado, acolhido por muitos, rejeitado por tanta gente, tendo assumido a limitação de nossa carne para elevar-nos com ele às alturas da Vida Eterna. Durante a sua vida pública,...

DOM ALBERTO TAVEIRA: SINAIS DOS TEMPOS MESSIÂNICOS

Muitas pessoas e incontáveis gerações aguardaram a chegada do Messias Salvador. Ele foi preparado, acolhido por muitos, rejeitado por tanta gente, tendo assumido a limitação de nossa carne para elevar-nos com ele às alturas da Vida Eterna. Durante a sua vida pública,...

Dom Alberto em O TEMPO DA ESPERANÇA

"A vinda do Filho de Deus à terra é um acontecimento tão grandioso, que Deus quis prepará-lo durante séculos. Ritos e sacrifícios, figuras e símbolos da primeira Aliança, tudo Deus faz convergir para Cristo. Anuncia-o pela boca dos profetas que se sucedem em Israel....

Dom Alberto: VOSSO É O REINO, O PODER E   A GLÓRIA PARA SEMPRE!

Na primeira parte da oração que o Senhor nos ensinou, o Pai Nosso, três pedidos se complementam: Santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso reino e seja feita a vossa vontade. Os três pedidos nos fazem olhar para o alto, para buscar justamente as "coisas do...

Dom Alberto: PERMANECER FIRMES

Estamos para encerrar o Ano Litúrgico da Igreja, no qual percorremos as diversas etapas do Mistério da Salvação, como discípulos que se fazem missionários, aprendendo a testemunhar com a palavra e com a vida a força do Evangelho e a transformação que opera em nós....

O QUE FAZER COM NOSSO MUNDO?

Artigo Semanal de Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo de Belém do Pará

VENHAM E VEJAM

Artigo Semanal de Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém.

UM ANO DEDICADO À ORAÇÃO

Artigo Semanal de Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará.