SIGNIFICADOS DO NATAL

por Dom Antônio de Assis Ribeiro

Bispo Auxiliar na Arquidiocese de Belém do Pará

O Natal é a celebração da contemplação do mistério de Deus que se revela a nós: “o Deus escondido” (Is 45,15) se faz visível na forma de um frágil bebê! Deus quer ser desejado, tocado, visto, meditado, amado, seguido!

No Natal somos chamados a contemplar a bondade Divina que vem ao nosso encontro através do Emanuel, o Deus conosco (cf. Mt 1,23); Deus se faz nosso irmão, nosso companheiro, nosso amigo, nosso mestre e Bom Pastor!

O Natal é a celebração da criativa onipotência divina, que é capaz de fazer-se homem sem deixar de ser Deus. Aquele que nasceu de Maria é plenamente humano e totalmente divino, por isso, em tudo nos compreende e de nós se compadece!

O Natal é a celebração da Palavra que se fez carne (cf. Jo 1,14), que assume nossa condição humana; é o evento máximo da solidariedade divina para com a humanidade. Jesus Cristo é, por isso, o mestre da empatia!

No Natal contemplamos o Amor Divino que se aproxima e assume o pecador para salvá-lo. Deus não salva de longe, não manda recados… Mas vem ao encontro de todas as categorias de pessoas e de todas as situações humanas.

O Natal é a festa da família. Ao centro do presépio está a família: um casal e uma criança! Para salvar a humanidade Deus começa com a família. Assim como da Sagrada Família dependeu a Salvação da humanidade, da família como núcleo de Amor e ternura, vem a restauração da sociedade.

O Natal é a festa dos irmãos, a celebração da fraternidade. Celebrar o Natal é tempo oportuno para restaurar relacionamentos enfraquecidos! O mais importante dos presentes é a pessoa que se faz presente!

O Natal é a festa da gratuidade. O Salvador é o Dom que o Pai deu para a humanidade! Pois Deus amou de tal maneira o mundo que nos deu o seu Filho único para que tenhamos a Vida eterna (cf. Jo 3,16). Quem ama se doa dando o melhor de si por quem ama! Na celebração do Natal somos chamados a renovar a virtude da gratuidade e da gratidão a Deus e aos outros!

O Natal nos fala da paciência do Amor de Deus em prol da nossa Salvação; nada acontece imediatamente; “o mistério que esteve oculto durante séculos e gerações, mas agora foi revelado aos seus santos” (Cl 1,6); Deus é paciente e espera o momento oportuno para agir, pois “quando chegou a plenitude dos tempos Deus enviou seu Filho nascido de mulher” (Gl 4,4). E antes de manifestar-se publicamente o Filho de Deus assumiu o desenvolvimento humano e abriu-se à todas as realidades humanas. O imediatismo contemporâneo nega o mistério do Natal!

O Natal é a festa do encontro: Deus que vem encontro da humanidade, os anjos vão encontro de Jesus, os pastores vão encontro do Salvador, os magos vão ao encontro do Rei do universo… Tudo converge para o Senhor e a harmonia se instaura. O presépio nos fala de harmonia!

Por tudo isso, o Natal é a celebração da renovação do Amor,

da Paz e da Esperança!

Feliz Natal!

 

Artigos Anteriores

A AMIZADE NO MAGISTÉRIO DA IGREJA (Parte 3)

por Dom Antônio de Assis Ribeiro Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém do ParáO tema da Campanha da Fraternidade deste ano 2024, nos propõe o exercício da reflexão e vivência da Amizade Social e também nos convida a aprofundar o sentido da amizade em si e a...

A AMIZADE SOCIAL NO MAGISTÉRIO DA IGREJA (Parte 2)

por Dom Antônio de Assis Ribeiro Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém do ParáIntrodução A amizade é a qualidade de um relacionamento estável alicerçado no Amor. Visto que a missão da Igreja é testemunhar a vivência do mandamento do Amor vivido por Jesus Cristo, ela...

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2024: INTRODUÇÃO GERAL (Parte 1)

por Dom Antônio de Assis Ribeiro Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém do ParáO tema da Campanha da Fraternidade deste ano é “Fraternidade e Amizade social” e tem como lema “Vós sois todos irmãos e irmãs” (Mt 23,8). O seu objetivo geral é contribuir para nos...

ENCONTRO DE GERAÇÕES: III DIA MUNDIAL DOS AVÓS E DOS IDOSOS

Dom Antonio de Assis Ribeiro, SDB Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém  Introdução O IV Domingo de julho foi instituído pelo papa Francisco como o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, motivado pela celebração do dia de Sant’Ana e São Joaquim, os avós de Jesus, no dia...

RENOVAR A ESPERANÇA COM VISÃO DE FUTURO

Artigo Semanal de Dom Antonio de Assis Ribeiro, SDB, bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belém

A DOUTRINA SOCIAL NA CATEQUESE: ATIVIDADES SOCIOEDUCATIVAS E PASTORAIS (Parte 12)

Artigo semanal de Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar na Arquidiocese de Belém do Pará.

DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA E CATEQUESE: Não há Justiça sem Caridade (Parte 11)

Artigo semanal de Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar na Arquidiocese de Belém.